Sabia que 144 bilhões de e-mails são enviados todos os dias? Seus prospects, clientes e parceiros devem receber centenas de e-mails todos os dias. Como fazer com que seu e-mail marketing se sobressaia no meio de tantas outras mensagens?

O e-mail marketing ainda é uma ferramenta de vendas extremamente efetiva e uma parte importante da estratégia de marketing digital para empresas. Porém, quando é feito do jeito errado, acaba sendo tratado como mais um e-mail de spam, ainda que caia na pasta certa.

No geral, a melhor maneira de fazer com que essa ferramenta seja eficiente é garantir o uso de uma abordagem mais personalizada e pessoal mesmo no marketing B2B.

Assuntos vagos geram mais abertura

De acordo com um estudo do MailChimp, uma das plataformas mais populares e confiáveis para envio de e-mail marketing, as taxas de abertura de e-mail geralmente ficam entre 18% e 28%. Ou seja, de quatro e-mails enviados, em média, apenas um é aberto.

O campo do assunto é essencial para aumentar as taxas de abertura e casos recentes indicam que, quanto mais vagos eles forem, maiores serão as chances de despertar o interesse do usuário. Isso acontece porque e-mails com assuntos vagos costumam ser inicialmente identificados como mensagens de familiares e amigos.

De acordo com uma pesquisa feita pela plataforma de automação de e-mails Adestra, assuntos com menos de 10 caracteres tiveram uma taxa de abertura de 58%.

Como exemplo recente podemos citar os e-mails enviados pela campanha presidencial de Barack Obama, que abusaram de assuntos como “Hey” e “Wow” e obtiveram uma incrível taxa de engajamento.

Abuse de uma abordagem pessoal

Ninguém gosta de receber mensagens padronizadas que parecem ter sido escritas por um robô. O mesmo serve para o B2B. É preciso adotar algumas medidas que deixem o e-mail marketing com uma abordagem mais pessoal.

As pessoas recebem dezenas de e-mails todos os dias e tendem a dar mais atenção às mensagens de amigos, familiares e colegas de trabalho. Uma abordagem pessoal gera um grau maior de identificação e empatia, mesmo que haja uma pessoa jurídica por traz da mensagem.

Isso pode ser feito, por exemplo, iniciando a mensagem com uma saudação amigável, tratando o destinatário como um indivíduo (dirigindo-se direto a ele) e criando textos que lembrem uma conversa entre amigos que não se falam há um bom tempo, usando questionamentos e citando os problemas que fazem parte do seu dia a dia.

Também é importante lembrar-se de que indivíduos preferem se comunicar com pessoas e não com empresas. Por isso, vale a pena destacar um profissional chave da empresa para dar seu endereço de e-mail como remetente e seu nome à assinatura. Assim, mesmo se tratando de uma empresa, o usuário terá a impressão de que está falando com uma pessoa, o que gera mais engajamento.

Como é sua estratégia de e-mail marketing? Está conseguindo criar mensagens personalizadas e efetivas para atingir seu público-alvo? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

Entre em contato

Tel: + 11 2246.3613
Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 1748 - Cj 1710 - Cidade Monções, São Paulo - SP, 04571-000
SEG-SEX 09:00 - 18:00