Há alguns anos, assistimos o mercado de assessorias de imprensa sendo canibalizados por agências bem pequenas que jogavam o preço “lá no chão” para conquistar o cliente. Estou falando de empresas que cobravam, por exemplo, R$ 500 por release divulgado. Lembra? Bom, pelo visto o modelo, que parecia tão pujante à época, não foi muito pra frente.

Como tudo evolui na vida, a onda do “barato que sai caro” também evoluiu, e chegou ao inbound marketing, que se fundamenta principalmente na produção massiva de material rico e interessante para o prospect em potencial, a fim de criar um fluxo de geração de leads.  As estratégias de inbound foram muito adotadas por setores como Tecnologia da Informação e Serviçose B2B em geral.

Aí então, chegamos às empresas que vendem serviços de marketing de conteúdo por preços módicos, pagando a profissionais freelancers na outra ponta o valor de R$ 10,00, R$ 20,00 por texto. É muito, mas muito difícil garantir resultado com isso, mesmo que você esteja pagando a esta agência muito mais do que isso. Por que?

O marketing de conteúdo é uma das principais ferramentas do B2B. Setores inteiros desenvolveram complexas estratégias de inbound marketing para poder ampliar sua base de dados e conquistar mais prospects. Quando uma empresa escolhe um fornecedor “baratinho”, certamente será difícil manter a qualidade dos textos –o material bruto do inbound marketing. É impossível garantir qualidade pagando um texto R$ 10, ou R$ 20.

Pior que isso: muitos fornecedores utilizam freelancers diferentes para a produção, tornando difícil a curva de aprendizado, o aprimoramento da informação, o entendimento do mercado.

Cada vez mais o Google exige que a produção de conteúdo seja rica e forneça algum tipo de valor para quem tem acesso a este conteúdo. Aliás, o negócio do Google é esse: se ele não mantém sua audiência, venderá anúncios para quem? Ou seja: textos precisam ter 800, 1000, 2000 palavras, serem bem redigidos, seguirem todas as regras de SEO e o mais importante: a estratégia de inbound precisa contemplar todas as fases do funil de vendas, do topo ao fundo do funil, envolver outras ferramentas, métricas e, sobretudo, inteligência na estruturação de uma mensagem basicamente focada na dor e na necessidade do cliente potencial. É muito mais complexo que entregar quatro textos de blog por mês.

Não raro visitamos empresas que passaram anos pagando pela produção de conteúdo sem nada fazer com ele. Sinto muito, criar um blog e esperar chover não vai funcionar. É preciso um trabalho considerável de divulgação e inteligência para que a coisa funcione. Senão, você corre o risco de contratar um serviço que vai gerar frustração, ao invés de trazer negócios.

Entre em contato

Tel: + 11 2246.3613
Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 1748 - Cj 1710 - Cidade Monções, São Paulo - SP, 04571-000
SEG-SEX 09:00 - 18:00